• White/Preto
  • Padrão

Current Style: Padrão

Governo do Estado do Pará

Você está aqui:

Edital 011-2021 - Resultado preliminar

Sectet - qua, 15/12/2021 - 17:05
15/12/2021

Confira o resultado preliminar do Edital 011/2021 na seção de editais desta página.

Categorias: Notícias

Carretas

Sectet - ter, 14/12/2021 - 14:44
14/12/2021

Governo entrega quatro carretas do projeto 'TerPaz, Formação Profissional', nesta quinta (16)

O governador Helder Barbalho participa da cerimônia de lançamento do projeto “TerPaz, Formação Profissional”, que será realizado nesta quinta-feira (16), no Portal da Amazônia, em Belém, a partir das 15h30. 

Coordenado pela Secretaria Estratégica de Articulação da Cidadania (Seac) e pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), o projeto tem parceria da empresa Alcoa, que doou as carretas equipadas, e busca o acesso à formação profissional tecnológica, visando a  qualificar jovens e adultos para o mercado de trabalho e geração de renda, por meio de cursos itinerantes.

Na oportunidade, serão apresentadas quatro carretas que vão ofertar os cursos técnicos itinerantes nas áreas da gastronomia, saúde, refrigeração e informática.

Categorias: Notícias

Prodepa instala estação de telecomunicação em Alenquer

Prodepa - seg, 13/12/2021 - 13:19
O Governo do Estado por meio da Empresa de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Pará (PRODEPA) se preocupa em ampliar o acesso à internet aos locais mais carentes de redes tecnológicas. Diante disso, a Prodepa trabalha para que cada vez mais municípios tenham acesso aos meios de comunicação e informação através da rede de dados.   
Categorias: Notícias

Governo lança novo edital do StartUP Pará

Sectet - seg, 13/12/2021 - 09:32
13/12/2021

Transformação digital é o tema do terceiro edital do StartUP Pará, que será lançado na próxima terça-feira (14), às 15h, pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), durante programação on-line no YouTube da Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa). As inscrições ficam abertas até o dia 24 de janeiro de 2022 na plataforma https://startuppara.com.br/.

O edital tem o objetivo de apoiar projetos de desenvolvimento e implantação de ferramentas tecnológicas para implementação de tecnologias digitais ou reestruturação de produtos, processos e/ou serviços de empresas paraenses.

Os projetos devem ser realizados em conjunto por micro, pequenas e médias empresas industriais do estado do Pará; empresas prestadoras de serviços especializados e/ou Instituições Científicas e Tecnológicas (ICTs).

Titular da Sectet, Carlos Maneschy reforça a importância da estratégia estadual para o fomento da inovação paraense. “Este é mais um edital que lançamos dentro do programa StartUP Pará, no intuito de estimular o empreendedorismo baseado na inovação tecnológica. O objetivo é apoiar essas micro, pequenas e médias empresas a se desenvolverem e acompanharem os avanços tecnológicos do mercado, estimulando também o desenvolvimento do estado. Já estamos prevendo o lançamento de outros editais voltados a diversos nichos”, pontua o secretário.

O apoio será realizado por meio da concessão de Bônus Tecnológico, modalidade de subvenção econômica que permite o pagamento de uso ou compartilhamento de infraestrutura de pesquisa; a contratação de serviços tecnológicos especializados ou a transferência de tecnologia.

O valor global da chamada é de dois milhões de reais e o valor máximo de financiamento por proposta é R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais). As empresas proponentes devem aportar contrapartida, financeira ou não financeira, de no mínimo 20% do valor do projeto. Caso a empresa beneficiária se enquadre como microempresa ou empresa de pequeno porte, o percentual de contrapartida mínima cai para 5%.

As propostas devem, obrigatoriamente, se enquadrar em uma das áreas chamada: Tecnologia de Informação e Comunicação; Nanotecnologia; Sensores e atuadores; Gestão de dados (Big Data); Novos materiais; Fotônica; Sistemas ciberfísicos; Internet das coisas (IoT); Automação; Energias renováveis; Simulação e modelagem; Interoperabilidade; Segurança cibernética; Inteligência artificial; ou Robótica avançada.

O produto, processo ou serviço impactado pelo projeto deve estar conectado a pelo menos um dos eixos de transformação: Pessoas; Gestão Financeira; Manufatura Avançada; Cadeia de Suprimentos; Marketing e Vendas.

Programação

O edital será lançado às 15h, na abertura de um webinário focado em empresas do setor de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). A coordenadora do StartUP Pará, Maria Trindade, fará uma apresentação do edital, seguida das falas dos titulares da Fundação Guamá, Rodrigo Quites; da Fapespa, Marcel Botelho; e da Sectet, Carlos Maneschy.

Às 16h, representantes da Sociedade de Tecnologia da Informação do Estado do Pará (Sucesu), da Associação Paraense das Empresas de Software e TIC (ParaTIC) e da Associação Paraense de Tecnologia e Inovação (Açaí Valley) conduzem o evento “A hora é agora: como fazer seu negócio chegar mais longe no digital”, mediado por Fabrício de Paula.

A programação será transmitida ao vivo no YouTube da Fapespa.

StartUP Pará Considerado a estratégia estadual para o empreendedorismo de base tecnológica, o StartUP Pará prevê o lançamento de dez editais para o fomento do ecossistema local de inovação.

Na primeira chamada, lançada em 2019, cerca de 30 startups receberam qualificação técnica. Dessas, 20 continuam no processo para receber os investimentos do governo do Estado.

A segunda chamada foi lançada em outubro deste ano. As inscrições foram prorrogadas para o dia 22 de dezembro e a expectativa é que até 80 startups recebam capacitação técnica e até 60 tenham acesso aos recursos de subvenção econômica.

A execução é realizada pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) e pela Secretaria de Planejamento e Administração (Seplad), com apoio técnico da Fundação Guamá.

Serviço

Lançamento do edital de Bônus Tecnológico do StartUP Pará, na próxima terça-feira (14), às 15h, no YouTube da Fapespa.

Texto: Juliane Frazão (Ascom/PCT-Guamá)

Categorias: Notícias

Edital 09/2021 - Resultado provisório

Sectet - sex, 10/12/2021 - 16:31
10/12/2021

Confira o resultado provisório do Edital 09/2021 - PSS Sectet na seção de Editais desta página.

Categorias: Notícias

Meu Endereço

Sectet - sex, 10/12/2021 - 10:41
10/12/2021

Programação na Usina da Paz promove entrega de 55 Kits “Meu Endereço Certo”

Na próxima quarta-feira (15), a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) e a Comissão de Regularização da Universidade Federal do Pará (CRF-UFPA) realizam a 1ª Feira do Saber e Conviver do Projeto “Meu endereço: lugar de paz e segurança social” na Usina da paz do Icuí-Guajará. Dentro da programação está prevista a entrega 55 kits “Meu Endereço Certo”. Entre os convidados estão autoridades do Governo do Pará, da UFPA, lideranças comunitárias e moradores do território.

De acordo com a coordenadora do Projeto “Meu Endereço”, Myrian Cardoso, a programação começará às 9 horas  com a realização de uma Oficina Vocacional na área tecnológica e o fornecimento de dicas de reparos residenciais. O objetivo é orientar a comunidade com as informações e os conhecimentos sobre os cursos tecnológicos envolvendo as áreas de arquitetura, engenharia civil, elétrica, ambiental e sanitária. “Continuaremos estimulando um olhar transversal sobre o uso e a ocupação do solo nos bairros e na cidade para garantir mais paz social e participação da comunidade”, assinala a professora.

Em seguida, a partir das 11 horas, haverá a apresentação do Vídeo “Matei a Lei: desconstruir para implantar a lei das melhorias em habitação social nos territórios do Projeto Meu Endereço”. O curta paraense desconstrói estigmas e rótulos que sustentam e reforçam os processos de exclusão social nas comunidades periféricas, que são taxadas de ilegais, irregulares, informais, clandestinos ou outras formas pejorativas contra as famílias residentes nestas áreas nas cidades.

Já no período da tarde, a partir das 14 horas, haverá a instalação da Câmara Institucional, um amplo espaço de intercâmbio de conhecimentos sobre assistência técnica, elaboração e emissão de peças técnicas e o monitoramento dos casos de atendimentos à comunidade, além das suas múltiplas relações com as instituições parceiras que atuam em defesa do direito à cidade junto às comunidades.

Na sequência haverá os lançamentos de dois aplicativos fundamentais para coleta de dados de campo. Um é o Sistema de Apoio à Regularização Fundiária e Conformidade Socioambiental Urbana (Sarfcon), uma tecnologia que opera em um tablet e coleta os dados fundiários, elabora o cadastro e faz o desenho do lote na moradia para garantir a assistência básica para as famílias beneficiadas com a regularização e a superação dos conflitos socioambientais no território do Icuí-Guajará. O outro é o TerPaz Maps, fruto das ações do projeto “Mapas Digitais”, uma parceria entre a Sectet  e a Faculdade de Tecnologia em Geoprocessamento da UFPA, em que se realiza o levantamento de logradouros públicos e privados dos bairros, facilitando o acesso às informações geográficas dos territórios para a tomada de decisões sobre a formulação de políticas públicas em espaço urbanos ou rurais. 

Para encerrar a programação, já no final da tarde, serão entregues os 55 kits “Meu Endereço Certo” para as  famílias beneficiadas no território.  O Kit é composto por uma planta de localização do imóvel, planta de limite de lote, laudo de condições socioambiental da moradia e uma guia de encaminhamento para programas sociais do Governo do Estado, que resolverá as demandas comunitárias, informa Myrian Cardoso. Observou-se que 74% das buscas pelos kits foram feitas por iniciativas das mulheres.

As peças técnicas foram projetadas pelas equipes da CRF-UFPA e os documentos abrem as portas das estruturas do  Governo do Pará para atender às demandas das famílias no território. “Agora a CRF-UFPA e a Sectet disponibilizam as peças técnicas e consolidam uma metodologia participativa para construir uma política pública inovadora que compartilha conhecimentos interdisciplinares, por meio da articulação de inovação tecnológica, assistência técnica e inclusão social em direito à cidade. Estamos reduzindo os conflitos fundiários e socioambientais nos territórios do Projeto ‘Meu Endereço’ e  promovendo a inclusão social com a cultura da paz nas comunidades”, comemora a coordenadora.

Texto: Fernanda Graim (Ascom/Sectet) com colaboração de Kid Reis (Ascom/CRF-UFPA)

Fotos: Kid Reis – Ascom CRF- UFPA

Categorias: Notícias

Prazo para inscrições na 2ª chamada do StartUP Pará é prorrogado até o dia 22

Sectet - sex, 10/12/2021 - 10:28
10/12/2021

As chances de participar do StartUP Pará, a estratégia estadual para o empreendedorismo de base tecnológica, foram ampliadas e as inscrições agora vão até o dia 22 de dezembro. Os inovadores paraenses terão mais 12 dias para candidatar suas propostas através da plataforma https://startuppara.com.br/.

O StartUP Pará é uma iniciativa do Governo do Estado para auxiliar o desenvolvimento de ideias e empresas inovadoras, através de apoio técnico, por meio de capacitações e mentorias, e a possibilidade de investimento direto em propostas selecionadas.

A execução é realizada pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), pela Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa) e pela Secretaria de Planejamento e Administração (Seplad), com apoio técnico da Fundação Guamá.

O StartUP Pará prevê o lançamento de dez editais para o fomento do ecossistema local de inovação. Na primeira chamada, lançada em 2019, cerca de 30 startups receberam qualificação técnica. Dessas, 20 continuam no processo para receber os investimentos do governo do Estado.

A segunda chamada foi lançada em outubro deste ano. A expectativa é que até 80 startups recebam capacitação técnica e até 60 tenham acesso aos recursos de subvenção econômica.

Texto: Juliane Frazão (Ascom/PCTGuamá)

Categorias: Notícias

Forma Pará seleciona candidatos para preencher mais de 1,8 mil vagas no ensino superior

Sectet - ter, 07/12/2021 - 11:08
05/12/2021

Prova envolve estudantes de 36 municípios ou distritos do Estado, com o objetivo de aumentar a oferta de vagas em cursos superiores no estado

Um clima de entusiasmo e expectativas positivas envolveu 36 municípios/distritos do estado neste domingo (5) durante a prova do processo seletivo especial que preencherá as 1.817 vagas ofertadas pela chamada 2021 do Forma Pará. Coordenado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), o programa do governo estadual conta com a parceria das Instituições de Ensino Superior (IES) públicas e das prefeituras municipais, para aumentar a oferta de cursos superiores por todo o estado. Em 2021, o Forma Pará chega a três anos de execução, totalizando  4.000 vagas ofertadas em cursos de graduação em áreas de licenciatura, bacharelado e tecnológico. Já foram alcançados mais de 50 municípios em 11 das 12 regiões de integração do estado.

O titular da Sectet e idealizador do programa, Carlos Maneschy, explica que o Forma Pará busca garantir a experiência na universidade pelo maior número possível de jovens, possibilitando a transformação da vida dessas pessoas, seus familiares e da região em que vivem. “Nós entendemos a dificuldade de muitos estudantes que moram distante e não têm condições de se deslocar para outro município onde haja um polo universitário. Nós levamos as universidades aos municípios para que esses jovens possam definitivamente ser protagonistas dos seus destinos. A educação transforma e o conhecimento faz com que possamos transformar este estado em um ambiente de muitas oportunidades para todos em qualquer lugar que morem”, sintetiza.

A chamada 2021 do programa tem cursos executados por todas as IES públicas presentes no estado: Universidade Federal do Pará (UFPA); Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra); Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa); Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa); Universidade do Estado do Pará (Uepa); e Instituto Federal do Pará (IFPA).

Oportunidade
Liliane Barbosa, dona de casa de19 anos, é moradora do Rio Turuçu, município de Limoeiro do Ajuru, e enfrentou 1 hora e meia de viagem de “rabeta” até o município de Muaná, no Marajó, determinada a aproveitar a oportunidade. "Esta prova do Forma Pará tem uma importância muito grande. Venho de uma família pobre, com pouca escolaridade, quero me formar e ter um ganho melhor para ajudar minha família, ter conhecimento para mim e outras pessoas", relata a candidata, que tem baixa visão e precisou de atendimento especializado. Em Muaná o curso ofertado é licenciatura em Geografia.

Para o candidato José Fernando Batista, estudante de 17 anos e morador de Rio Maria, onde a prova foi para o curso de Engenharia Civil, o Forma Pará resgatou um sonho de infância. "Quando eu era mais novo meu sonho era ser engenheiro, mas o mercado de trabalho me levou para outro lado. Agora estou aproveitando esta oportunidade", revela o jovem, que falou também da dificuldade dos estudantes terem que sair do município para fazer um curso superior.

Em Mosqueiro, onde a oferta é de Gastronomia, a estudante Stephany de Paula Ramos Necy, de 20 anos, viu a chance de ajudar a desenvolver a venda de comidas da família no distrito. "Vou me aprimorar, melhorar a venda da família e ter esta oportunidade no meu lugar, na minha casa é melhor ainda", comemora a candidata, que atualmente estuda e trabalha na capital.

Já em Goianésia a oferta é do curso de Enfermagem e os estudantes tiveram um incentivo a mais. O professor de língua portuguesa e redação de um cursinho pré-vestibular, Jefferson da Silva, esteve em frente ao local de prova para apoiar os alunos. "Este é um dos programas de expansão do ensino superior mais importantes que eu já vi no estado. Tudo que se fizer em prol da educação é vantajoso. É muito importante que os jovens aproveitem para ter uma inserção bem melhor na sociedade", opina o professor.

Lei
No dia 8 de outubro de 2021, o governador Helder Barbalho publicou, no Diário Oficial do Estado (DOE), a Lei no 9.324 que transformou o Forma Pará em Programa de Estado, não mais de Governo. Desta forma se garante a continuidade do programa nas próximas gestões de governo, que terão de manter o investimento na ampliação do número de vagas de ensino superior no estado. A publicação da lei ainda permite que o programa oferte agora cursos em nível de pós-graduação (especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado).

Cursos e municípios
Os cursos ofertados e os municípios atendidos pelo Forma Pará, por meio da UFPA na chamada 2021 são: Licenciatura em Música, 40 vagas, em Ponta de Pedras; Engenharia Civil, em Barcarena e Rondon do Pará (50 vagas cada); Agronomia, 45 vagas, em Novo Repartimento; Enfermagem, 42 vagas, em Cametá; Engenharia Mecânica, 50 vagas, em Nova Ipixuna; e Turismo, 50 vagas, em Salinópolis. O que totaliza 327 vagas.

Por meio da Unifesspa, a oferta é de 500 vagas dos seguintes cursos em 11 municípios: Zootecnia, 40 vagas, em Piçarra; Geologia, 40 vagas, em Ourilândia do Norte; Medicina Veterinária, 40 vagas, em Tucumã; Engenharia Mecânica, 40 vagas, em Tailândia; Matemática, em Cumaru do Norte e Santa Maria das Barreiras (50 vagas em cada); Engenharia Civil, em Rio Maria, Almeirim e Eldorado dos Carajás (50 vagas em cada); Engenharia da Computação, 40 vagas, em Nova Ipixuna; e Direito da Terra, 50 vagas, em Itupiranga.

Mais vagas
Pela Ufra são ofertadas 150 vagas nos cursos: Sistemas de Informação, 50 vagas, em Belém/Icoaraci; Ciências Contábeis, 50 vagas, em Salvaterra; e Licenciatura em Letras – Língua Portuguesa, 50 vagas, em Santa Cruz do Arari. E pela Ufopa, o curso é Gestão Pública  e Desenvolvimento Regional, 40 vagas, em Alenquer.

Por meio da Uepa, o Forma Pará também abriu 500 vagas (50 em cada) em outros dez municípios/distritos: Tecnólogo em  Gastronomia, em Belém/Mosqueiro; Engenharia Civil, em Bragança; Engenharia de Produção, em Acará; Engenharia de Software, em Baião; Bacharelado em Enfermagem, em Goianésia e Mocajuba;  Licenciatura em Educação Física, em Tracuateua; Licenciatura em Ciências Biológicas, em Bagre; Licenciatura em Geografia, em Muaná; e Licenciatura Intercultural Indígena, em Parauapebas (Terra Indígena).

Já pelo IFPA, a oferta é de 300 vagas.  Os cursos e os municípios são: Engenharia de Pesca, em Bonito; Engenharia de Alimentos, em Santa Maria; Tecnologia em Gestão Ambiental, em Belém/Icoaraci; Tecnologia em Agroecologia, em Bom Jesus do Tocantins e em Cachoeira do Arari; e Engenharia Agronômica, em Novo Progresso. São ofertadas 50 vagas em cada um desses municípios.

Cerca de 10 mil candidatos realizaram a prova neste domingo (5). A Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp) é a responsável pela seleção da Uepa, Unifesspa, Ufopa, Ufra e IFPA em 29 municípios/distritos. A prova foi composta por cinco questões objetivas de Português, Matemática, História, Geografia, Física, Química e Biologia, num total de 35 questões, e mais uma redação, valendo 10 pontos. Já o Centro de Processos Seletivos (CEPs) da UFPA realizou a prova em sete municípios/distritos. Foram quatro questões objetivas de Português, Matemática, História, Geografia, Física, Química, Biologia e Literatura, num total de 32, e a redação com o valor de 10 pontos.

De acordo com o cronograma de todos os editais, o resultado com o nome dos aprovados sai no dia 5 de janeiro de 2022.

Texto: Fernanda Graim (Ascom/Sectet)

Categorias: Notícias

Governo assina convênio com a Unifesspa para a instalação da Carreta da Construção Civil

Sectet - ter, 07/12/2021 - 10:46
05/12/2021

Trata-se de um laboratório móvel que será utilizado pelos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Civil ofertados pela Unifesspa dentro do Forma Pará

O Convênio de Cooperação Técnica para a aquisição da Carreta da Construção Civil foi assinado, na noite deste sábado (4), entre a Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) e a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), no campus da universidade em Santana do Araguaia, região sul do estado.

A Carreta integra o projeto Polo de Referência em Construção Civil, do Instituto de Engenharia do Araguaia (IEA/Unifesspa). Trata-se de um laboratório móvel que vai ser utilizado pelos cursos de Arquitetura e Urbanismo e Engenharia Civil ofertados na região pela Unifesspa dentro do Programa Forma Pará, do governo do Estado. Além da formação acadêmica, a Carreta vai levar cursos profissionalizantes aos municípios do sul e sudeste do Pará.

“Nós estamos aqui para instituir um polo de referência em algo que realmente é necessário para a região toda que é formar pessoas na área específica da construção civil, formar técnicos. Esta é uma ação do governo do estado que só é possível graças ao compromisso do governador Helder Barbalho e ao empenho do prefeito Eduardo Conti”, ressaltou o titular da Sectet, Carlos Maneschy.

O reitor da Unifesspa, Francisco Ribeiro, afirmou que a instituição do Polo de Referência em Construção Civil em Santana do Araguaia é a realização de um projeto muito esperado pela comunidade acadêmica. “É a concretização de um sonho nosso que é estruturar os cursos que serão oferecidos fora de Santana. A partir daqui vai-se irradiar conhecimento, irradiar formação de pessoas. Faço aqui um agradecimento especial ao governador Helder por todos os projetos que vêm sendo financiados pela Sectet e pela Fapespa (Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas)”, enfatizou o reitor.

Francisco Ribeiro destacou ainda que o governo do Estado tem promovido um grande financiamento da ciência e da tecnologia nas universidades públicas do Pará, por meio do Programa Forma Pará e da concessão de bolsas de iniciação científica, de mestrado e doutorado.

O prefeito de Santana do Araguaia, Eduardo Conti, afirmou que para o desenvolvimento do estado é necessário ter as pessoas certas nos lugares certos. “O secretário Maneschy e o governador Helder, da forma como vêm trabalhando, cumprindo os desafios de ajudar a crescer e desenvolver o estado por meio da educação e formação, vão deixar um legado importante em todo o Pará”, frisou o prefeito. 

Formação acadêmica e profissional
O diretor geral do IEA/Unifesspa, Carlos Maviael de Carvalho, e o diretor adjunto do Instituto, Tarciso Simas, idealizadores do Polo, fizeram a apresentação do projeto que se compõe principalmente de uma carreta completamente equipada com os instrumentos necessários para a formação dos alunos dos cursos de Engenharia Civil e Arquitetura ofertados pelo programa Forma Pará na região.

“Onde estacionar, a Carreta se transformará em um grande laboratório de 100 metros quadrados composto de salas de aula e todos os equipamentos necessários à formação acadêmica de nossos alunos”, descreveu o professor Tarciso Simas. “Ela também vai ofertar mais de 80 cursos profissionalizantes, formando a mão-de-obra fundamental para o setor de construção civil, como mestres de obra, pedreiros, eletricistas, pintores e muitos outros”, completou o professor Carlos Maviael.

A Carreta será composta de sala de aula com capacidade para atender atém 50 alunos, em ambiente refrigerado, garantindo o conforto de docentes e discentes. O investimento do governo do estado no projeto, por meio da Sectet, é de cerca de R$ 10 milhões. A previsão é de que até o final do primeiro semestre de 2022 a Carreta já esteja pronta para percorrer os municípios do sul e sudeste do Pará.

Ações da Sectet na região
Os representantes da Sectet também estiveram em mais três municípios da região sul do Pará. Na sexta-feira (3), o secretário Carlos Maneschy e a adjunta, Edilza Fontes, participaram do lançamento do projeto de laboratórios móveis de Medicina Veterinária e Zootecnia, em Xinguara. O projeto será desenvolvido em parceria com a Unifesspa. Na ocasião, foi feito o anúncio do curso de Agronomia, que será ofertado na chamada 2022 do Programa Forma Pará por meio da Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra).

Na manhã deste sábado (4), os secretários anunciaram a oferta do curso de Arquitetura e Urbanismo no município de Redenção. O curso também faz parte da chamada 2022 do Forma Pará e será ofertado em parceria com a Unifesspa. Em Santana do Araguaia, além da instituição do Polo de Referência em Construção civil, foi anunciado o oferecimento do curso de Agronomia em 2022 em parceria com o Instituto Federal do Pará (IFPA).

Em Rio Maria, Carlos Maneschy e Edilza Fontes acompanharam a realização da prova de seleção da chamada 2021 do Programa aplicada na manhã deste domingo (5). São 50 vagas para o curso de Engenharia Civil, da Unifesspa.

Também em Rio Maria foi realizada uma audiência pública para anúncio do curso de Enfermagem, que será ofertado pelo Forma Pará, por meio da Universidade do Estado do Pará (Uepa), em 2022.

Texto e fotos: Jeniffer Galvão (Ascom/Sectet)

Categorias: Notícias

Santana do Araguaia conquista o curso de Agronomia pelo Programa Forma Pará

Sectet - ter, 07/12/2021 - 10:29
05/12/2021

Moradores do município se mobilizaram e, em dois dias, coletaram cerca de três mil assinaturas para solicitar à Sectet a oferta do curso para a cidade

A importância do Programa Forma Pará, do governo do Estado, está expressa em um documento com aproximadamente três mil assinaturas entregue a representantes da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), na noite deste sábado (4), em Santana do Araguaia, município da região sul do estado que faz fronteira com Tocantins.

Ao tomarem conhecimento que o titular da Sectet, Carlos Maneschy, e a secretária adjunta, Edilza Fontes, gestora do Forma Pará, estariam na cidade, os moradores se mobilizaram e, em dois dias, coletaram cerca de três mil assinaturas para solicitar a oferta do curso superior de Agronomia no município.

“Eu nunca me senti tão pressionado como hoje. Uma pressão extremamente positiva porque ela veio de um movimento que nasce no seio da população”, disse o secretário para uma plateia formada por estudantes, pais, representantes do setor produtivo e autoridades de Santana do Araguaia.

Maneschy reafirmou o compromisso do governo do estado com a formação do que ele define como o maior patrimônio do estado que são as pessoas. “O governador Helder Barbalho tem esse compromisso com o avanço da formação da nossa gente, nosso principal ativo. Eu reconheço a importância do curso de Agronomia para os santanenses e então vocês terão o curso de Agronomia”, anunciou o secretário para a alegria dos presentes, que vibraram com a notícia.

Vocação
O secretário ressaltou que não haveria motivos para não atender ao pedido, já que o município desponta como grande polo do agronegócio no estado. A secretária adjunta da Sectet, Edilza Fontes, destacou que um dos objetivos do Forma Pará é ofertar, nos municípios, cursos que levem em conta os arranjos produtivos locais, garantindo a empregabilidade dos profissionais formados.

“O que mais gostamos de ver é quando um município pede um curso que dialoga com a economia local, um curso que vai garantir que o jovem não precise sair do seu município para conseguir um emprego”, enfatizou Edilza depois de explicar como funciona o Programa.

O secretário municipal de educação de Santana, Adenilton da Silva, justificou o pedido do curso de Agronomia ao destacar a produção de soja e a criação de gado no município. Falando sobre o programa Forma Pará, o secretário municipal frisou a importância da expansão do ensino superior no estado, ressaltando a iniciativa do governo.

“O governador Helder não está em campanha. Ele poderia fazer as ações só durante a gestão dele, mas os convênios com a universidades vão além”, enfatizou Adenilton referindo-se ao fato de o Forma Pará ter virado lei e se transformado em programa de estado por iniciativa do governo.

O prefeito de Santana do Araguaia, Eduardo Conti, ressaltou o trabalho desenvolvido pelo secretário Maneschy na área de educação no estado. “O senhor e o governador Helder vão deixar um legado importante na educação não só de Santana como de todo o estado. Aqui em Santana do Araguaia não queremos ser só um celeiro de grãos ou grande produtor de gado. Nós queremos também ser celeiros de pessoas, formar cidadãos para representar esse município no estado do Pará”, enfatizou o prefeito.

Construção Civil
Os representantes da Sectet estiveram em Santana do Araguaia para assinar o Convênio de Cooperação Técnica com a Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa) para a implantação do Polo de Referência em Construção Civil, que vai montar a Carreta da Construção Civil, um laboratório móvel que será utilizado pelos cursos de Engenharia Civil e Arquitetura ofertados na região pela Unifesspa dentro do Programa Forma Pará. Além da formação acadêmica, a Carreta vai levar cursos profissionalizantes aos municípios do sul e sudeste do Pará.

Texto e fotos: Jeniffer Galvão (Ascom/Sectet)

Categorias: Notícias

Entrevistas Edital 011/2021

Sectet - qui, 02/12/2021 - 17:25
02/12/2021

Todos os candidatos inscritos no PSSC - Edital 011/2021 deverão comparecer para a fase de entrevistas que serão realizada no Conselho Estadual de Educação. Confira endereço e quadro de datas e  horários AQUI.

Categorias: Notícias

Governo do estado inaugura a Eetepa de Breves, no Marajó

Sectet - qui, 02/12/2021 - 12:42
30/11/2021

A Escola de Ensino Técnico do Estado do Pará (Eetepa) de Breves, no arquipélago do Marajó, foi inaugurada nesta terça-feira (30), dia no aniversário do município. “É uma grande alegria estar aqui no dia do aniversário de 171 anos da cidade entregando um presente para o município, entregando um sonho para a juventude, para aqueles que a partir da educação pretendem construir a sua história” disse o governador Helder Barbalho na solenidade de inauguração da Eetepa de Breves que contou com a presença de autoridades estaduais, regionais e municipais.

Na presença de prefeitos e representantes de outros municípios marajoaras, o governador destacou que a Eetepa irá atender toda a região, principalmente da parte ocidental do Marajó. Helder Barbalho destacou o trabalho realizado pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc), responsável pela obra, e ressaltou que a Eetepa terá a gestão da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet).

“Até aqui a Seduc concluiu essa obra, agora ela passa para a Sectet que vai tocar os serviços que serão implementados. E são vários cursos que serão disponibilizados. É muito importante a participação da comunidade. Essa escola é muito bonita fisicamente, mas certamente a importância dela vai estar naquilo que será produzido de conhecimento, que será realizado de formação para as pessoas”, enfatizou o governador.

Qualificação da mão de obra
Ele ressaltou a importância da articulação entre as esferas estadual e municipais para a definição dos cursos que serão ofertados, atendendo os anseios da população, visando o perfil econômico da região e formando mão de obra qualificada para atender o mercado. O titular da Sectet, Carlos Maneschy, lembrou que a obra da Eetepa foi iniciada há mais de dez anos. “Foi preciso o governador Helder Barbalho assumir o governo do estado para retomar não apenas esta obra, mas para retomar todas as obras de escolas tecnológicas que também estavam inacabadas”, frisou o secretário.

Maneschy ressaltou que a Eetepa de Breves vai atender também os municípios circunvizinhos. “É compromisso deste governo proporcionar que jovens de toda essa região possam vir pra cá se qualificar e de fato se inserir no mundo do trabalho. A partir de agora nós damos partida num grande programa de cursos profissionais aqui em Breves, para que as pessoas possam vir pra cá, ocupar este espaço e descortinar horizontes de muitas oportunidades”, disse o titular da Sectet.

O secretário adjunto de logística da Seduc, Alexandre Buchacra, fez referência ao tempo em que as obras na escola ficaram paradas e o esforço do governo do estado em concluí-la para entregar à população da região. Ele citou os espaços do prédio que conta com 12 salas de aula, laboratórios, auditório, anfiteatro, refeitório, ginásio coberto, biblioteca, área administrativa e pedagógica. Um investimento de R$ 8,1 milhões

“É um local onde se fomentará o conhecimento que será ofertado para os nossos jovens, possibilitando qualificação técnica, potencializando suas condições de ingresso no mercado de trabalho. O município de Breves tem a possibilidade de, ao receber uma unidade educacional deste quilate, fazer a transformação na vida da população que aqui virá receber formação”, destacou o secretário adjunto da Seduc.

O prefeito de Breves, José Antônio Azevedo Leão, o Xarão, também se referiu à espera pela conclusão das obras da Eetepa. “Este é um dia histórico para os brevenses e para todos os marajoaras que esperaram onze por esse momento. A nossa gestão sempre foi pautada na educação. Doamos este terreno para a construção da escola. É uma satisfação estar aqui como prefeito e poder entregar esta obra de grande importância. Aqui é a casa das oportunidades para todos”, destacou o prefeito Xarão Leão.

Programa Sua Casa
A solenidade de inauguração da Eetepa de Breves contou também com a entrega de recursos do programa habitacional Sua Casa para moradores do município. Foi feita a entrega a dez moradores dos mais de 200 beneficiados em Breves. O programa Sua Casa disponibiliza a cada beneficiário até R$ 21 mil que contempla também o pagamento de mão de obra além da compra de material de construção.

Em seguida foi feita a entrega simbólica de mais de 2,9 mil cestas básicas a municípios da região. Foram assinados ainda convênios de cooperação técnica entre o governo do estado e a prefeitura de Breves para reforma da escola municipal Estêvão Gomes e para a aquisição de máquinas que serão utilizadas para a pavimentação de ruas do município.

Fizeram parte da mesa oficial da solenidade, além das autoridades citadas: a primeira dama do estado, Daniela Barbalho; o secretário Regional de Governo do Marajó, Jaime Barbosa; o secretário de Estado de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas, Ruy Cabral; o presidente da Companhia de Habitação do Pará, Orlando Reis; a deputada federal Elcione Barbalho; deputados estaduais Luth Rebelo e Dr. Wanderlan Quaresma; a primeira dama de Breves, Andreia Melo; o vice-prefeito de Breves, Professor Benedito Viana; os prefeitos de Afuá, Anajás, Bagre, Curralinho, Gurupá e Portel.

Texto: Jeniffer Galvão  (Ascom/Sectet)

Fotos: Jeniffer Galvão (Ascom/Sectet) e Rodrigo Pinheiro (Ag. Pará)

Categorias: Notícias

Sectet divulga lista dos selecionados para curso Técnico em Saúde Bucal na Usipaz Icuí-Guajará

Sectet - qua, 01/12/2021 - 13:25
01/12/2021

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) divulgou, na tarde desta quarta-feira (1), os nomes dos 40 candidatos selecionados para o curso Técnico em Saúde Bucal (TSB), oferecido pelo órgão em parceria com a Faculdade de Odontologia da Universidade Federal do Pará (UFPA), para moradores de Ananindeua, Região Metropolitana de Belém (RMB).

O curso faz parte dos serviços ofertados na Usina da Paz Icuí-Guajará. Os candidatos selecionados serão convocados via e-mail ou telefonema para realizarem a matrícula. A previsão de início das aulas é dia 10 de janeiro de 2022, no horário de 18h às 22h, de terça a sexta-feira, uma semana por mês, durante 18 meses.

O curso, de caráter teórico-prático, tem o objetivo de proporcionar a educação profissional em saúde bucal, no nível habilitação profissional de Técnico de Saúde Bucal. São 1.200 horas de carga horária, das quais 150 serão destinadas a estágios de aprendizagem, orientados e supervisionados pela Universidade.

Esta será a segunda turma de TSB ofertada pela Sectet e UFPA. A primeira turma, em Belém, entrou na parte prática do curso no dia 5 de novembro com a realização da cerimônia do jaleco.

Confira os nomes dos selecionados AQUI.

Categorias: Notícias

PSS Sectet

Sectet - qua, 01/12/2021 - 10:53
01/12/2021

Sectet abre 44 vagas em Processo Seletivo Simplificado

Começam, às 8h desta quinta-feira (2) e vão até as 23h59 da sexta-feira (3), as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado (PSS) da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet). O processo busca preencher 44  vagas de níveis fundamental, médio e superior, por meio de contratação temporária, não gerando direito adquirido ou expectativa de direito do candidato aprovado à vaga ofertada. A contratação se dará de acordo com a necessidade da Sectet.

A jornada de trabalho será de seis horas diárias, totalizando 30 horas semanais. O contrato administrativo terá a duração de 12 meses. Os salários variam de R$ 1.100,00, mais auxílios, ,para cargos de níveis fundamental e médio a R$ 1.560,76, acrescidos de gratificações e auxílios, para cargos de nível superior.

 O processo seletivo se dará em três fases: inscrição, de caráter habilitatório; análise documental e curricular, de caráter eliminatório e classificatório; e entrevista individual, de caráter eliminatório e classificatório. As inscrições serão realizadas AQUI. O edital completo está disponível no referido endereço, assim como na página da Secretaria

Categorias: Notícias

Alunos do curso de História do Forma Pará assistem à aula inaugural em Marituba

Sectet - qua, 01/12/2021 - 09:31
30/11/2021

Ocorreu, na noite desta segunda (29), no auditório do Instituto de Ensino e Segurança do Pará (IESP), a aula inaugural do curso de História do Forma Pará em Marituba. Ofertado pelo governo do estado por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), no município, o programa conta com a parceria do Instituto Federal do Pará (IFPA) e da prefeitura local.

No total, 50 alunos estão matriculados na turma do curso de história, aprovada pelo processo seletivo especial da chamada 2020 do programa. Estiveram presentes na mesa de abertura a secretária adjunta da Sectet, Edilza Fontes; a secretária municipal de educação, Eny Leite; o representante da reitoria do IFPA, Gilvan Borges; o coordenador do curso de história, Raimundo Nonato; e o coordenador do Forma Pará em Marituba, Jonildo Souza Oliveira.

Na ocasião, Edilza Fontes destacou a importância do programa, desenvolvido pela secretaria. ‘‘O Forma Pará é um programa do governo do estado, uma promessa do então candidato Helder Barbalho, que queria criar um programa para oferecer cursos de nível superior nos mais distintos municípios do Pará. O programa tem como objetivo levar cursos de qualidade, gratuitos e referendados pelo MEC”.

No próximo domingo, será realizada a prova do processo seletivo especial relativo à chamada 2021 do Forma Pará. Mais de 10.300 inscritos concorrem às 1817 vagas ofertadas nesta etapa do programa em 36 municípios/distritos paraenses. O curso mais concorrido foi o de Enfermagem/UFPA em Cametá, com 66,04 candidatos por vaga.

Texto:  Renan Pinheiro (estagiário da Ascom/Sectet)

Categorias: Notícias

Estudantes do estado realizam prova do Forma Pará no próximo domingo (5)

Sectet - ter, 30/11/2021 - 13:09
30/11/2021

Mais de 10.300 estudantes realizam a prova do processo seletivo especial do Forma Pará neste domingo (5). Eles irão concorrer às 1817 vagas ofertadas pela chamada 2021 do programa em 36 municípios/distritos paraenses. O curso mais concorrido foi o de Enfermagem/UFPA em Cametá, com 66,04 candidatos por vaga, seguido de Engenharia Civil/UFPA, em Barcarena, com a concorrência de 19,32/vaga; Enfermagem/Uepa, em Mocajuba, com 14,7/vaga; Agronomia/UFPA, em Novo Repartimento, 9,95/vaga; Direito da Terra/Unifesspa, em Itupiranga, 9,06 por vaga; e Engenharia Civil/Unifesspa, em Almeirim, 7,74/vaga.

O Forma Pará é uma ação do governo do estado executado de maneira inovadora, unindo esforços com as Instituições de Ensino Superior (IES) públicas, prefeituras e organizações sociais. Ele busca reduzir o déficit da educação superior no Pará, ofertando cursos em municípios/distritos que não tenham campi das instituições ou que possuam demanda para determinado curso que não é ofertado. Em 2021, o Forma Pará chega a três anos de execução, totalizando  4.000 vagas ofertadas em cursos de graduação em áreas de licenciatura, bacharelado e tecnológico. Já foram alcançados mais de 50 municípios em 11 das 12 regiões de integração do estado.

A chamada 2021 do programa terá cursos executados por todas as IES públicas presentes no estado: Universidade Federal do Pará (UFPA); Universidade Federal Rural da Amazônia (Ufra); Universidade Federal do Oeste do Pará (Ufopa); Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa); Universidade do Estado do Pará (Uepa); e Instituto Federal do Pará (IFPA).

Cursos e municípios

Os cursos ofertados e os municípios atendidos pelo Forma Pará, por meio da UFPA são: Licenciatura em Música, 40 vagas, em Ponta de Pedras; Engenharia Civil, em Barcarena e Rondon do Pará (50 vagas cada); Agronomia, 45 vagas, em Novo Repartimento; Enfermagem, 42 vagas, em Cametá; Engenharia Mecânica, 50 vagas, em Nova Ipixuna; e Turismo, 50 vagas, em Salinópolis. O que totaliza 327 vagas.

Por meio da Unifesspa, a oferta é de 500 vagas dos seguintes cursos em 11 municípios: Zootecnia, 40 vagas, em Piçarra; Geologia, 40 vagas, em Ourilândia do Norte; Medicina Veterinária, 40 vagas, em Tucumã; Engenharia Mecânica, 40 vagas, em Tailândia; Matemática, em Cumaru do Norte e Santa Maria das Barreiras (50 vagas em cada); Engenharia Civil, em Rio Maria, Almeirim e Eldorado dos Carajás (50 vagas em cada); Engenharia da Computação, 40 vagas, em Nova Ipixuna; e Direito da Terra, 50 vagas, em Itupiranga.

Pela Ufra serão ofertadas 150 vagas nos cursos: Sistemas de Informação, 50 vagas, em Belém/Icoaraci; Ciências Contábeis, 50 vagas, em Salvaterra; e Licenciatura em Letras – Língua Portuguesa, 50 vagas, em Santa Cruz do Arari. E pela Ufopa, o curso é Gestão Pública  e Desenvolvimento Regional, 40 vagas, em Alenquer.

Por meio da Uepa, o Forma Pará também abriu 500 vagas (50 em cada) em outros dez municípios/distritos: Tecnólogo em  Gastronomia, em Belém/Mosqueiro; Engenharia Civil, em Bragança; Engenharia de Produção, em Acará; Engenharia de Software, em Baião; Bacharelado em Enfermagem, em Goianésia e Mocajuba;  Licenciatura em Educação Física, em Tracuateua; Licenciatura em Ciências Biológicas, em Bagre; Licenciatura em Geografia, em Muaná; e Licenciatura Intercultural Indígena, em Parauapebas (Terra Indígena).

Já pelo IFPA, a oferta é de 300 vagas.  Os cursos e os municípios são: Engenharia de Pesca, em Bonito; Engenharia de Alimentos, em Santa Maria; Tecnologia em Gestão Ambiental, em Belém/Icoaraci; Tecnologia em Agroecologia, em Bom Jesus do Tocantins e em Cachoeira do Arari; e Engenharia Agronômica, em Novo Progresso. São ofertadas 50 vagas em cada um desses municípios.

O Centro de Processos Seletivos (CEPs) da UFPA é o responsável pelo processo que envolve os cursos de tal universidade. Já os demais processos seletivos são organizados pela Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa (Fadesp).

Lei

No dia 8 de outubro de 2021, o governador Helder Barbalho publicou, no Diário Oficial do Estado (DOE), a Lei no 9.324 que transformou o Forma Pará em Programa de Estado, não mais de Governo. Desta forma se garante a continuidade do programa nas próximas gestões de governo, que terão de manter o investimento na ampliação do número de vagas de ensino superior no estado. A publicação da lei ainda permite que o programa oferte agora cursos em nível de pós-graduação (especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado).

Texto: Fernanda Graim (Ascom/Sectet)

Categorias: Notícias

EDITALCREDENCIAMENTO PRONATEC

Sectet - sex, 26/11/2021 - 08:07
26/11/2021

Edital de credenciamento de profissionais em diversas áreas para atuar nos Cursos de Formação Inicial e Continuada – FIC e de Formação Técnica do Mediotec, ofertado pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego – PRONATEC nas Escolas da Rede de Ensino Técnico do Estado do Pará, sob a gestão desta SECTET.

Acesse AQUI

Categorias: Notícias

Páginas