• White/Preto
  • Padrão

Current Style: Padrão

Governo do Estado do Pará

Você está aqui:

Central de Atendimento

Prodepa - ter, 17/02/2037 - 10:53
Central de Atendimento admin ter, 17/02/2037 - 10:53

A PRODEPA está no ambiente digital para também atender você.

Governo Digital Mobile:

Acesse serviços da PRODEPA e outros órgãos públicos.

Faça o download deste aplicativo; iOS ou Android

Contatos (Atendimento 24h):

(91) 3239-3399

WhatsApp:

Faça sua solicitação também pelo número: (91) 98895-5712

* Conformidade LGPD: Estes dados são coletados com base em Legítimo interesse (Art. 07, IX), para permitir o atendimento aos solicitantes, dispensando consentimento explícito.

Categorias: Notícias

Iniciativas de inovação do Startup Pará são destaque em universidade

Sectet - qui, 30/06/2022 - 10:55
30/06/2022

Alunos, técnicos e professores da Uepa conheceram mais sobre os editais e ações de empreendedorismo do programa.

O programa Startup Pará esteve em destaque, nesta terça feira (28), na programação do Inova Day, evento do programa Decola, que é uma iniciativa da Universidade do Estado do Pará (Uepa). 

No encontro, realizado no auditório do Centro de Ciências Sociais e Educação da universidade, a coordenadora do Startup Pará, Maria Trindade, falou sobre estratégias estaduais para a inovação e o empreendedorismo promovidas pelo programa, realizado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica em parceria com a com a Secretaria de Administração e Planejamento (Seplad), e a Fundação Amazônia de Amparo a Estudos e Pesquisas (Fapespa), com o apoio técnico da Fundação Guamá.

A coordenadora destacou os números alcançados até agora, como os mais de 300 projetos que foram submetidos nos últimos editais, e que buscaram soluções de problemas para diversas áreas na sociedade, e ainda sobre a expressiva participação das mulheres nas chamadas que foram abertas.
“Entendendo que dentro do cenário acadêmico está o epicentro de ideias voltadas para o conhecimento, é nessa possibilidade de contribuir para futuros empreendimentos e trazer soluções para a sociedade é que nós estamos aqui apoiando essa iniciativa que também é do governo do estado”, enfatizou Maria Trindade.

Lançamento edital Hackaton Educação e Ideias Sustentáveis
A coordenadora compartilhou também as novidades do programa para o segundo semestre, e anunciou o lançamento do edital Hackaton Educação e Ideias Sustentáveis, voltado para estudantes de graduação e do ensino técnico da rede pública. A chamada tem como objetivo desenvolver soluções que facilitem a realidade do cenário escolar e promova um ambiente de inovação e colaboração entre a comunidade escolar. Os trabalhos devem ser voltados para as temáticas: desperdício de água, de papel, de descartáveis, de comida e de energia. As inscrições iniciaram nesta quarta-feira (29) e seguem até dia 24 de agosto. Podem ser feitas pelo site: startuppara.com.br.

Experiências no Startup Pará
Outro momento de destaque para o programa no evento foi o bate papo sobre ‘Cases de Sucesso’ dos editais do Startup Pará. Três participantes falaram da experiência, do aprendizado, do fortalecimento de seus negócios e dos desafios enfrentados, a partir da participação na iniciativa. “Quando voltamos atrás e muda uma estratégia, com certeza fazemos isso para piorar algo. Estamos em busca de uma melhoria”, disse Ingrid Teles, ao destacar o desafio de Pivotar, mudar completamente a direção ou propósito de uma empresa, no processo das atividades e mentorias oferecidas pelo programa. 

Já para Juliana Ranieri, participante na modalidade de novos negócios, a formação da equipe é uma das etapas mais desafiadoras. “O maior desafio é você consolidar sua equipe, encontrar pessoas que estejam engajadas em desenvolver aquilo com um propósito, acreditando naquele negócio que futuramente vai ter oportunidade de receber investimentos, subvenção econômica, porque as portas vão se abrindo”, destacou. 

Texto: Priscila Sousa (Ascom Fundação Guamá)
Fotos: Ascom Fundação Guamá

 

Categorias: Notícias

Uepa realiza Inova Day que abordou temas como empreendedorismo e inovação

Sectet - qua, 29/06/2022 - 10:38
28/06/2022

Aproximar o público de iniciativas inovadoras, por meio da exposição de startups e incentivar o conhecimento com uma programação de palestras foi o objetivo do Inova Day, evento realizado no Centro de Ciências Sociais e Educação (CCSE) da Universidade do Estado do Pará (Uepa), durante toda a terça-feira, 28.

A mesa de abertura contou com a presença da vice-reitora da Uepa, professora Ilma Pastana, que falou sobre diversos projetos relacionados à inovação, que estão sendo desenvolvidos na universidade e destacou que é “inegável o investimento do governo na Uepa, junto com as secretarias,no setor do empreendedorismo, junto com o apoio de instituições como o Sebrae e a Fecomércio, que  reconhecem a importância da Universidade” e estavam representadas por Sebastião Oliveira Campos, durante a cerimônia inicial, juntamente com Frederico Bicalho, vice-diretor do CCSE, e Natácia Silva, coordenadora do evento.

O diretor-presidente da Fapespa, Marcel Botelho , destacou que “mais de 40 milhões serão investidos nas ações de inovação e empreendedorismo até o final do ano em todo o Pará”. Para ele, hoje é um dia para marcar os conjuntos de ações desenvolvidas ao longo do ano, em todos os âmbitos.

“É preciso desmistificar a ideia que dentro da academia se faz a pesquisa e o resultado fica dentro da biblioteca”, apontou Adejard Gaia, secretário adjunto da Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) ao enfatizar que as ações criadas dentro da universidade podem contribuir com a estrutura produtiva do estado do Pará.

Durante a programação, empreendedores com start ups tiveram a oportunidade de conversar com o público para compartilhar as ideias de suas respectivas empresas. Daniel Leite Jr divide o seu tempo como servidor público e a NFT Collector’s Clube, um empreendimento que tem como missão “auxiliar a comunidade artísticas do estado do Pará a terem rendas múltiplas, vendendo obras de arte da NFT”. De olho no futuro, ele incentiva e assessora artistas interessados em comercializar as suas obras em um novo mercado digital.

“Abraçar o empreendedorismo é um  desafio grande. Através do empreendedorismo podemos mudar, transformar e melhorar a vida das pessoas, além de solucionar problemas”, aponta Natácia Silva, coordenadora da programação. Na ocasião, ela também apresentou os novos investimentos da Uepa na área de inovação e empreendedorismo, como a implementação do Laboratório de Inovação Aplicado aos Problemas Regionais, aberto para a comunidade para estimular a novas criações e experimentações.

Ao final do evento, os alunos e demais presentes puderam participar do Desafio Inova Day em que grupos de até quatro pessoas poderiam propor ideias criativas, para solucionar problemas sociais, ambientais e econômicos, conforme os objetivos de desenvolvimento sustentável, permitindo que a universidade contribua com ideias que se convertam em intervenções positivas na sociedade. Os ganhadores dos três primeiros lugares foram Isis Santa Rosa, com o projeto “Costura Afroreligiosa”, Raissa da Silva e Janaína Lemos, com o projeto “Reobra - aplicativo de aproveitamento de materiais de construção entre obras” e a equipe de Caio Augusto da Silva, Vinicius Cavalcante Santana, Matheus castro Batista e Sanderson Bruno Silva Falcão com a “Criação de uma barra proteica a base de farinha de inseto na alternativa de combate à fome“ receberam prêmios de  mil, quinhentos e quatrocentos reais, respectivamente.

Texto: Marília Jardim (Ascom/Uepa)

Fotos: Ascom/Uepa

Categorias: Notícias

Alunos de fisioterapia do Forma Pará participam de cerimônia do jaleco em Conceição do Araguaia

Sectet - qua, 29/06/2022 - 09:39
29/06/2022

As mãos frias de Maria Gorete Barros, 57, transpiravam a emoção explícita nos olhos ao ver a filha, Aline Castro, 27, vestida com jaleco do curso de Fisioterapia, da Universidade do Estado do Pará (Uepa), ofertado pelo Programa Estadual Forma Pará, em Conceição do Araguaia, região sul do estado.

"Estou muito feliz", repetia a mãe orgulhosa durante a cerimônia do jaleco, realizada na noite desta terça-feira (28) no auditório do campus da Uepa no município, que recebe o primeiro curso do Forma Pará,  programa do governo do estado desenvolvido pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet).

O coordenador pedagógico do Forma Pará, Diego Coimbra, explicou como o programa foi criado e a dimensão que alcançou em quatro anos. "Hoje são mais de cinco mil vagas de ensino superior criadas em 80 municípios do estado. E são mais que números. São mais de cinco mil pessoas,  histórias de vida que são transformadas pela educação", frisou o coordenador.

Ele falou ainda sobre a universalização do programa, que este ano chega a todos os 144 municípios paraenses, com o processo seletivo previsto para final de julho.

Sonho realizado

O reitor da Uepa,  Clay Chagas, destacou que a realização do curso de Fisioterapia em Conceição do Araguaia era um sonho antigo que esbarrava em especificidades dos cursos na área da saúde que dificultam a interiorização. Com a implantação do Forma Pará foi possível a oferta da turma. O reitor ressaltou que o Forna Pará é um programa de Estado,  pois foi instituído por lei de iniciativa do governo.

"Faço um agradecimento especial ao idealizador do Forma Pará, Carlos Maneschy.  Foi ele quem levou ao governador o projeto. Agradeço também ao governador Helder por acreditar na educação e levar a muitos jovens a realização desse sonho de fazer um curso superior sem ter que se afastar das suas casas,  de suas famílias", declarou Clay Chagas.

O prefeito de Conceição do Araguaia,  Jair Martins, contou que solicitou ao governador a realização do curso e teve o pedido atendido. "Eu não tive oportunidade de fazer um curso superior e hoje estou muito feliz de estar aqui escrevendo essa história de trazer mais um curso para formar a população do meu município. Agradeço a parceria do governador,  da Uepa e do Forma Pará", enfatizou o prefeito.

"Sempre foi meu sonho fazer o curso de Fisioterapia", admitiu a caloura Aline Castro, ao lado da mãe, Maria Gorete. A estudante contou que chegou a se matricular em uma universidade privada em Goiás para fazer o curso, mas não teve condições de arcar com mensalidades. "Fazer o curso que eu sempre quis, na casa dos meus pais, é uma oportunidade maravilhosa", declarou Aline.

Texto e fotos: Jeniffer Galvão (Ascom/Sectet)

 

 

 

Categorias: Notícias

Rota Turística

Sectet - ter, 28/06/2022 - 08:12
28/06/2022

Alunos da Eetepa Vilhena Alves realizam I Rota Turística da Av. Magalhães Barata

Na manhã do último sábado (25), foi realizada a I Rota Turística da Avenida Magalhães Barata, promovida pelo curso Técnico em Guia em Turismo da Escola de Ensino Técnico do Estado do Pará (Eetepa) Vilhena Alves. O evento faz parte da grade curricular dos alunos das turmas dos períodos vespertino e noturno, que pela primeira vez puderam realizar um guiamento para o grande público sob a supervisão do professor e coordenador Pablo Viana.

A atividade teve início na entrada da escola, onde alunos do curso puderam compartilhar conhecimentos históricos, geográficos e culturais sobre os pontos turísticos: Palacete Passarinho, Parque da Residência, Mercado e Caixa D'água de São Braz, Primeira Igreja Presbiteriana de Belém, Teatro São Cristóvão e Casa Salomão

A rota “teve como objetivo transmitir ao público o conhecimento dos principais espaços históricos da Avenida Magalhães Barata, estimulando inclusive o sentimento de pertencimento e de democratização. Portanto, o processo de formação técnica e humanística dos discentes por meio da interação entre o conhecimento teórico e a prática, é importante para contribuir na formação do alunado”, explicou o coordenador do curso e turismólogo. 

Do ponto de vista dos alunos, a ação também foi muito importante, para a aluna Rosângela Costa de 43 anos, “o grande legado  do conhecimento que  cada  local que  passamos a conhecer sempre passava despercebido por mim. Apesar de não ser da cidade, sinto que devo procurar a conhecer mais ainda”, observou.

Participaram da rota cerca de 50 pessoas entre 17 e 65 anos. O evento foi totalmente gratuito e terá uma segunda edição no segundo semestre de 2022.

Texto e fotos: Daniele Nogueira (Ascom do evento)

 

 

Categorias: Notícias

Kits “Meu endereço certo” são entregues a famílias da Terra Firme

Sectet - seg, 27/06/2022 - 11:34
27/06/2022

Na manhã do último sábado (25), na sede da Associação Cultural Boi Marronzinho, foram entregues os kits “Meu endereço certo” a 18 famílias do bairro da Terra Firme, em Belém. A atividade faz parte do projeto “Meu endereço certo: lugar de paz e segurança social”, realizado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior Profissional e Tecnológica (Sectet), em parceria com a Comissão de Regularização Fundiária da Universidade Federal do Pará (CRF-UFPA), dentro das ações do programa estadual Territórios Pela Paz (TerPaz)

O “Meu endereço” garante aos participantes o acesso à assistência técnica profissional e inovação tecnológica em direito à cidade, além de trabalhar para promover a inclusão social visando reduzir os conflitos socioambientais, fundiários, vicinais urbanos neste território e fortalecer a cultura da paz. Segundo a coordenador do projeto, Myrian Cardoso, com a entrega dos Kits no bairro da Terra Firme, a Sectet e a CRF-UFPA já beneficiaram aproximadamente 200 famílias dos bairros do Jurunas, Bengui, Cabanagem e Terra Firme, em Belém; Icuí-Guajará, em Ananindeua, e Nova União, em Marituba. “Estamos fazendo o planejamento para entregar os próximos Kits Meu Endereço Certo para as famílias do território Guamá, em Belém”, antecipa.

Os Kits Meu endereço certo são compostos por uma planta de localização do imóvel, planta de limite de lote, laudo de condições socioambientais da moradia e uma guia de encaminhamento para os programas sociais do Governo do Pará, que poderá resolver as demandas comunitárias relacionadas ao suporte de assistência técnica, a regularização fundiária e a resolução de conflitos socioambientais.

Para João Carlos Barbosa, morador do bairro, que vive em união estável, possui três filhos e reside em uma moradia com dois quartos e um banheiro, a alegria é enorme. A base da sua casa é de alvenaria e o andar superior foi construído em madeira. Ele agradeceu a Deus, ao governador Helder Barbalho e à Universidade pelo acesso às peças técnicas, pois não teria como pagar para elaborar os documentos. “Vou buscar este benefício para fazer as melhorias habitacionais para a minha família”, afirmou. Outra que não escondeu a satisfação foi a autônoma Umbelina Nazaré Silva Santos. “Vou buscar os meus direitos e quero acessar os recursos para fazer as melhorias habitacionais em minha casa”, acentuou. 

As peças foram elaboradas pelas equipes interdisciplinares da CRF-UFPA, que são compostas por engenheiro sanitarista, geógrafo, advogado, assistente social, psicóloga, administrador, arquiteto, urbanista e especialistas em tecnologias da informação e da comunicação que trabalham com os softwares denominados AutoCAD, Qgis e ArcGIS, entre outros.

Além da coordenadora do Projeto “Meu Endereço”, também participaram da entrega dos kits a Gerente do TerPaz no Território da Terra Firme, Janine Brandão;  o Supervisor do Território da Terra Firme,  Joélcio Ataíde;  além de Élcio Aladio, Sonia  Andréa, Thiago Miranda, Vanessa Cunha e Mayara Moura, ambos integrantes da CRF-UFPA. Durante o evento, os atores do bairro, Gláucia Pinto e Eli Chaves, realizaram encenações teatrais, integraram as narrativas artísticas e poéticas que articulam dinâmicas reflexivas sobre a intimidação, estigmas e conflitos que criminalizam os moradores dos bairros periféricos das cidades.

 

Texto: Fernanda Graim (Ascom/Sectet) com informações de Kid Reis (Ascom/CRF-UFPA)

Fotos: Kid Reis (Ascom/CRF-UFPA)

 

 

Categorias: Notícias

PSS Sectet-Seduc: 2ª CONVOCAÇÃO

Sectet - sab, 25/06/2022 - 08:40
25/06/2022

Os candidatos convocados devem enviar documentação por e-mail nos dias 25 e 26 de junho (nestes sábado e domingo) para pré-análise e habilitação ao contrato. Leia atentamente o edital de 2ª convocação disponível na seção "Editais" nesta página ou acesse diretamente AQUI.

Categorias: Notícias

Kits 'Meu Endereço Certo' são entregues a moradores do Jurunas

Sectet - sex, 24/06/2022 - 07:24
24/06/2022

Ação faz parte do TerPaz e o kit contém documentos como a planta de localização do imóvel e do limite do lote

Na tarde da última quarta-feira (22), foi realizada a entrega de 20 kits “Meu Endereço Certo” aos moradores do bairro do Jurunas, em Belém. A ação faz parte do projeto “Meu endereço: lugar de paz e segurança social”, realizado pela Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) em parceria com a Comissão de Regularização Fundiária da Universidade Federal do Pará (CRF-UFPA).

Durante a cerimônia, ocorrida na escola Camilo Salgado, foi realizada uma roda de conversa, com apresentação do projeto “Música para todos”, do monólogo “Matei a Lei”, exposição fotográfica e atividades de integração com os moradores.

O projeto faz parte do Programa Territórios pela Paz (TerPaz), do governo do Estado, e envolve os bairros da Cabanagem, Bengui, Terra Firme, Guamá e Jurunas, em Belém; o Icuí-Guajará, em Ananindeua; além de Nova União/São Francisco, em Marituba.

O TerPaz trabalha para diminuir a vulnerabilidade social das juventudes e das mulheres vítimas de violência e da vigência de mecanismos de exclusão e recuperar a confiança e a credibilidade nas relações entre comunidades e o Estado enquanto instituição organizadora das relações sociais, políticas, econômicas,  culturais  e ambientais nos territórios.

“Estamos aqui para cumprir com uma etapa do projeto e dar um retorno à comunidade com a entrega da planta de localização do imóvel e tirar as dúvidas dos moradores”, esclareceu a coordenadora do “Meu Endereço”, Myrian Cardoso.

O kit entregue é composto por uma planta de localização do imóvel, planta de limite de lote, laudo de condições socioambientais da moradia e uma guia de encaminhamento para os programas sociais do Governo do Pará, que poderá resolver as demandas comunitárias relacionadas ao suporte de assistência técnica, a regularização fundiária e a resolução de conflitos socioambientais.

As peças técnicas do kit foram elaboradas pelas equipes interdisciplinares da CRF-UFPA, que é composta por engenheiro sanitarista, geógrafo, advogado, assistente social, psicóloga, administrador, arquiteto, urbanista e especialistas em tecnologias da informação e da comunicação que trabalham com os softwares denominados AutoCAD,  Qgis e ArcGIS,  entre outros.

Para um dos presentes contemplados pelo Kit, Iteglauto Miranda, os documentos ajudarão a resolver situações familiares que já se estendem há anos. “Este terreno era do meu pai desde os anos 60 e agora nós herdeiros poderemos passar para o nosso nome”, comemorou.

Quando começaram as atividades no bairro, a equipe do projeto deixou claro para a comunidade que não haveria a entrega de título de propriedade da moradia e sim a criação das condições objetivas para as famílias superarem os conflitos fundiários e socioambientais no território para combater a violência urbana e fortalecer a cultura da paz no bairro e na cidade.

“Trabalhamos com o olhar multiprofissional conforme prevê a Lei Federal 11.888/2008, que assegura às famílias de baixa renda assistência técnica pública e gratuita para o projeto e a construção de habitação de interesse social, além das outras exigências da legislação”, acentua a coordenadora.

Texto e fotos: Fernanda Graim (Ascom/Sectet)

Categorias: Notícias

Kits Meu Endereço - Terra Firme

Sectet - qui, 23/06/2022 - 11:39
23/06/2022

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) e a Comissão de Regularização Fundiária da Universidade Federal do Pará (CRF/UFPA) entregam neste sábado (25), 24 kits “Meu Endereço Certo” a famílias do bairro da Terra Firme.

O kit faz parte das ações do projeto “Meu Endereço: lugar de paz e segurança social”, desenvolvido pela Sectet em parceria com a CRF/UFPA nos bairros atendidos pelo programa Territórios Pela Paz (TerPaz), do governo do estado, coordenado pela Secretaria de Articulação da Cidadania (Seac).

A entrega dos kits será realizada na sede da Associação Cultural Boi Marronzinho, a partir das 9h, numa programação que terá encenações teatrais, apresentações musicais, além de narrativas artísticas e poéticas sobre questões habitacionais vividas pelos moradores das periferias.

O kit “Meu Endereço certo” é composto por uma planta de localização do imóvel, planta de limite de lote, laudo de condições socioambientais da moradia e uma guia de encaminhamento para os programas sociais do governo. Com a entrega deste sábado, o projeto “Meu Endereço” beneficia com os documentos 200 famílias em bairros do TerPaz: Jurunas (20), Benguí (28) e Cabanagem (52), em Belém; Icuí-Guajará (55), em Ananindeua; e Nova União/São Francisco (21), em Marituba.

Além do kit, o projeto oferece assistência técnica profissional e inovação tecnológica em direito à cidade, além de trabalhar para promover a inclusão social, visando reduzir os conflitos socioambientais, fundiários e vicinais urbanos.

Serviço
Entrega de kits Meu Endereço Certo
Local: Associação Cultural Boi Marronzinho - Passagem Brasília, 170 - bairro da Terra Firme
Hora: 9h às 11h

Texto: Jeniffer Galvão (Ascom/Sectet) com a colaboração de Kid Reis (Ascom/ CRF-UFPA)
Foto: Kid Reis (Ascom/CRF-UFPA)

Categorias: Notícias

Curso de Agronomia do "Forma Pará" tem início em Novo Repartimento

Sectet - qua, 22/06/2022 - 11:06
22/06/2022

Programa do governo estadual realizado em parceria com prefeituras e IFES observa as vocações econômicas de cada um dos municípios

"Foi um presente em dose dupla",  resumiu Ivellyne Carvalho, 20 anos, sobre a oportunidade de fazer um curso superior junto com o marido, Maurício Alves, 26 anos. Eles são calouros do curso de Agronomia ofertado pelo programa estadual "Forma Pará" em Novo Repartimento, no sudeste paraense. A aula inaugural foi realizada na manhã da última terça-feira (21) no auditório da prefeitura do município.

A oportunidade que o jovem casal festeja é proporcionada pelo governo do estado por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) em parceria com a Prefeitura Municipal e a Universidade Federal do Pará (UFPA).

"Iniciamos em 2019 com cerca de mil alunos e hoje já temos aproximadamente cinco mil estudantes que fazem curso superior em seus municípios", destacou a representante da Sectet, Tânia Santana, em nome da secretária Edilza Fontes. Ela enfatizou ainda que o "Forma Pará" busca atender a vocação econômica de cada região. Ainda este ano, com a universalização do programa, todos os municípios do estado serão atendidos, totalizando mais de oito mil vagas ofertadas, dobrando a meta inicial.

Conhecimento para o desenvolvimento 

O vice-coordenador do Campus Universitário do Tocantins/UFPA, sediado em Cametá, Eraldo Souza do Carmo, ressaltou a iniciativa do governo do estado em realizar a parceria com a instituição e com a prefeitura para levar o curso a Novo Repartimento. Dirigindo-se aos estudantes, o coordenador destacou que são a primeira turma de Agronomia fora da sede do campus de Cametá  

"Vocês são privilegiados em ingressar numa universidade pública sem sair de seu município. O êxito de uma turma é a formação em sua totalidade.  É preciso dedicação para se formarem juntos e assim possam desenvolver o município a partir de sua dinâmica agrícola", incentivou o professor da UFPA.

O prefeito do município, Valdir Lemes Machado, destacou que Novo Repartimento tem o terceiro maior rebanho bovino do estado e também é grande produtor de cacau, açaí e grãos. Ele ressaltou a certeza de que os futuros agrônomos terão mercado certo no município. Lemes afirmou ainda que acredita na educação como propulsora do desenvolvimento.

"Cumprimento o professor Maneschy, defensor da educação e idealizador do programa 'Forma Pará'. Também o governador Helder por ter a percepção de fazer chegar ao interior essa oportunidade. Este é um grande momento que o Pará está vivendo: a democratização das oportunidades. É uma satisfação imensa para mim, pois está acontecendo no meu mandato", disse o prefeito,  acrescentando que a educação é uma das prioridades da sua gestão.

Parceria

O casal Ivellyne e Maurício mora na Vila Carajás, onde trabalha com plantação de cacau e criação de gado. "Fazer um curso de Agronomia era um sonho distante para mim. Como trabalho com meu pai,  não poderia sair para estudar fora. Soube do Forma Pará por um amigo. Me inscrevi e consegui passar. O curso é a minha realidade, é o que eu vivo", disse Maurício, que terminou o ensino médio aos 17 anos e já nem pensava em voltar a estudar. 

Há três anos casada, Ivellyne conta que o marido a incentivou a se inscrever no processo seletivo também.  "Foi um presente duplo a gente conseguir a vaga juntos. O curso será um divisor de águas para nós. O conhecimento só vem agregar no trabalho que já realizamos", comemora Ivellyne. 

A vila em que moram fica a cerca de duas horas do centro de Novo Repartimento,  onde irão assistir às aulas, que se iniciam no dia 4 de julho. Como o curso é intervalar, o casal vai ficar na casa de parentes nos períodos de aula. Eles destacam que essa logística nem se compara ao que teriam  de enfrentar se tivessem que ir a outros centros urbanos para estudar.

Ciências Biológicas

No final da tarde desta terça-feira (21) também foi realizada a solenidade oficial de início do curso de Licenciatura em Ciências Biológicas, ofertado pelo "Forma Pará" e executado pelo Instituto Federal do Pará (IFPA). A turma já teve aulas no período de janeiro e fevereiro. Junto com a solenidade, a prefeitura anunciou aos estudantes que as aulas deste período, que se iniciam na próxima segunda-feira (27), serão realizadas no Polo Universitário de Novo Repartimento.

Polo universitário 

Com o objetivo de proporcionar maior conforto aos estudantes e professores, a Prefeitura investiu na implantação de um polo universitário. O prédio vai abrigar os dois cursos do "Forma Pará. São duas salas de aula climatizadas, laboratórios de informática e biologia equipados, secretaria para as instituições de ensino, sala dos professores, copa, almoxarifado e banheiros.

"Estamos investindo num espaço que terá todas as condições e equipamentos necessários para a realização dos dois cursos e de outros que com certeza virão. Isso demonstra o compromisso que a gestão municipal tem com a educação", ressalta o coordenador do Polo Universitário, Elivando Mota.

Texto e fotos: Jeniffer Galvão (Ascom/Sectet)

Categorias: Notícias

Reabertura

Sectet - qua, 22/06/2022 - 10:44
22/06/2022

Sectet reabre inscrições para credenciamento de profissionais para atuarem nas Eetepas e Usipaz

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), reabriu nesta quarta-feira (22) as inscrições no edital de chamamento público para credenciamento de profissionais para atuarem como bolsistas que atenderão a demanda do Programa Estadual de Educação Profissional (Pará Profissional) e do Programa Territórios Pela Paz (TerPaz). Os candidatos terão uma nova oportunidade de se inscreverem nesta quarta e quinta-feiras (22 e 23) por meio do site da Sectet.

Os profissionais credenciados irão atuar nas funções de apoio administrativo, instrutoria e coordenadoria em projetos e cursos ofertados nas Escolas de Ensino Técnico do Estado do Pará (Eetepas) e nas Usinas da Paz, que compõem o programa TerPaz.

A vigência do credenciamento será de 12 meses podendo ser prorrogada por igual período, uma única vez. O credenciamento não gera aos cadastrados qualquer direito de contratação, tendo como objetivo a construção de um banco de credenciados que poderão ser chamados a prestar serviços de acordo com a demanda da Secretaria.

Os interessados devem ler atentamente o edital para ter conhecimento sobre os pré-requisitos de cada função, fases de seleção e atribuições dos cargos, além do cronograma de divulgação de resultados.

Serviço
Confira AQUI o edital
Inscrição – Acesse o formulário de inscrição por meio do banner “Edital de Credenciamento”, publicado na parte superior direita site da Sectet.

 

Categorias: Notícias

Projeto “Meu Endereço Certo” entregará 20 kits para famílias do bairro do Jurunas em Belém

Sectet - ter, 21/06/2022 - 14:33
21/06/2022

A Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Educação Superior Profissional e Tecnológica (Sectet) e a Comissão de Regularização Fundiária da Universidade Federal do Pará (CRF-UFPA) entregam, nesta quarta-feira (22), a partir das 15 horas, na Escola Estadual Camilo Salgado, os primeiros 20 Kits Meu Endereço Certo para a comunidade do bairro do Jurunas. Durante a cerimônia, haverá a realização de roda de conversa, apresentações culturais e atividades de integração com os moradores. Participam do evento a Assessora Técnica da Sectet, Maria Lúcia Ohana, e a coordenadora do Projeto “Meu endereço certo: lugar de paz e segurança social”, Myrian Cardoso, além das famílias beneficiadas, lideranças da comunidade e os moradores do território.

A entrega dos 20 kits faz parte do projeto, que é fruto de uma parceria firmada entre a Sectet e a CRF-UFPA. O projeto integra o Programa Território pela Paz, do governo do estado, e envolve os bairros da Cabanagem, Bengui, Terra Firme, Guamá e Jurunas, em Belém, e o Icuí-Guajará, em Ananindeua, além de Nova União/São Francisco, em Marituba.   O TerPaz trabalha para  diminuir a vulnerabilidade social das juventudes e das mulheres vítimas de violência e da vigência de mecanismos de exclusão e recuperar a confiança e a credibilidade nas relações entre comunidades e o Estado enquanto instituição organizadora das relações sociais, políticas, econômicas,  culturais  e ambientais nos territórios.

A coordenadora do “Meu Endereço” esclarece que o kit a ser entregue é composto por uma planta de localização do imóvel, planta de limite de lote, laudo de condições socioambientais da moradia e uma guia de encaminhamento para os programas sociais do Governo do Pará, que resolverá as demandas comunitárias relacionadas ao suporte de assistência técnica, a regularização fundiária e a resolução de conflitos socioambientais. As peças técnicas do kit foram elaboradas pelas equipes interdisciplinares da CRF-UFPA, que é composta por engenheiro sanitarista, geógrafo, advogado, assistente social, psicóloga, administrador, arquiteto, urbanista e especialistas em tecnologias da informação e da comunicação que trabalham com os softwares denominados AutoCAD,  Qgis e ArcGIS,  entre outros.

Desde o início do Projeto, em 2019, informa Myrian, sempre ficou claro para a comunidade que não haveria a entrega de título de propriedade da moradia e sim a criação das condições objetivas para as famílias superarem os conflitos fundiários e socioambientais no território para combater a violência urbana e fortalecer a cultura da paz no bairro e na cidade. “Trabalhamos com o olhar multiprofissional conforme prevê a Lei Federal 11.888/2008, que assegura às famílias de baixa renda assistência técnica pública e gratuita para o projeto e a construção de habitação de interesse social, além das outras exigências da legislação”, acentua.

 Além disso, ainda de acordo com a coordenadora, a planta de localização do lote georreferenciada indica a área de cada terreno com as suas medidas de frente, laterais e o fundo das moradias. No documento consta o nome do bairro, o nome de rua, a numeração residencial e o Código Endereçamento Postal (CEP), dados básicos para acessar qualquer serviço público e configurar o exercício inclusivo do cidadão à moradia e à cidade. “A planta georreferenciada auxilia o morador em pedidos de regularização fundiária juntos aos órgãos governamentais competentes em processos individuais ou de forma coletiva, que têm a responsabilidade de atender estas demandas comunitárias”, assevera.

Durante a programação, haverá, ainda, a apresentação da história do Projeto “Meu Endereço” e ocorrerá uma exposição fotográfica das tipologias de habitações existentes no território e os registros imagéticos das várias etapas desenvolvidas pelas equipes da CRF-UFPA com a participação dos moradores do território. Será exibido o vídeo "Matei a Lei", que aborda os estigmas e conflitos sociais contra os moradores das periferias das grandes cidades, além de ações de integração social e um debate com a comunidade do território sobre os direitos à cidade.

 

Texto: Kid Reis - Ascom CRF-UFPA  - Fotos: Arquivo Projeto Meu Endereço Certo.

Categorias: Notícias

Especializações

Sectet - ter, 21/06/2022 - 13:18
21/06/2022

Sectet divulga resultado final do edital de especializações do Forma Pará

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) divulgou, no Diário Oficial do Estado (DOE), desta terça-feira (21), o resultado final da análise de propostas dos cursos de especializações do Forma Pará, programa do governo estadual, coordenado pelo órgão, que tem o objetivo de expandir a oferta do ensino superior gratuito por todo o estado. No total foram credenciado 176 proponentes, os quais disponibilizarão cursos de especialização em um total de 103 municípios.

A titular da Sectet, Edilza Fontes, explica que oferta das especializações segue a lógica principal do programa que é levar os cursos demandados pela sociedade de acordo com a vocação econômica dos municípios. Por isso, um dos critérios para que a especialização proposta por um grupo de pesquisa ou pelo pesquisador fosse aceita foi uma carta de aceite do prefeito daquele município onde o curso irá ocorrer.

A Secretária conta ainda que o edital definia R$ R$ 7.000.000,00 (sete milhões de reais) para financiar as especializações, o que daria para garantir 53 turmas, levando em consideração, que o recurso para cada uma é de R$ 130.000,00 (cento e trinta mil reais). “Mas resolvemos contemplar todos os credenciados, então neste momento, teremos uma turma para cada proponente. Considerando que o número de propostas com projetos específicos foi de 176, vamos atender 123 turmas a mais do que definido no Edital”, comemora Edilza Fontes.

A oferta de cursos de pós-graduação (especialização, mestrado, doutorado e pós-doutorado) pelo Forma Pará só foi possível com a publicação da Lei no 9.324, em 7 de  outubro do ano passado, que garantiu a continuidade do programa ao longo dos anos. Lançado em 2019, o programa chegou a 2022 superando a meta inicial que era ofertar quatro mil vagas em quatro anos. Com a edição deste ano, já são cerca 5.500 vagas de cursos superiores ofertadas em quase 80 municípios de todas as regiões de integração do estado.

Em março, o governador Helder Barbalho anunciou a universalização do programa ainda para 2022, o que significa que o Forma Pará estará nos 144 municípios paraenses. “Nós vamos fechar todos os municípios, contando com aqueles das chamadas anteriores. Esta seria a chamada de 2023 que, a pedido do Governador, nós antecipamos para este ano, então será a segunda chamada de 2022”, relata a titular da Sectet. Segundo ela, ainda no início do segundo semestre serão realizados os processos seletivos especiais para preenchimento das vagas dos cursos que serão ofertados nos municípios que ainda não foram contemplados pelo programa.

Texto: Fernanda Graim (Ascom/Sectet)

 

 

 

Categorias: Notícias

Mais de trezentos projetos são inscritos no StartUp Pará

Sectet - seg, 20/06/2022 - 15:53
20/06/2022

Programa oferece apoio financeiro de até um milhão de reais e capacitações para as propostas submetidas

Em apenas nove meses, o governo do Pará, por meio da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), abriu oito editais para seleção de propostas de pessoas físicas e empresas paraenses. É o projeto StartUp Pará, que prevê o investimento de cerca de 45 milhões para o desenvolvimento de projetos de inovação, tecnologia, desenvolvimento social e sustentável em todo estado. As inscrições para os editais abertos nesse período foram encerradas no início deste mês. Outros seis editais estão previstos para o segundo semestre deste ano.

Foram submetidos no StartUp Pará 328 projetos de Belém e outros 35 municípios e mais de 260 poderão receber incentivos financeiros que variam de R$ 20 mil a R$ 1 milhão, além de apoio técnico com capacitações e mentorias em diversas áreas de negócios.

Para a titular da Sectet, Edilza Fontes, este é um programa inovador por si só, pois as startups paraenses jamais receberam incentivos deste patamar. “O Governo do Pará, por meio da Sectet e da Fapespa, tem investido de maneira incisiva em projetos de startups por considerar uma atividade essencial ao crescimento da Amazônia nos mais variados campos, passando pela educação, saúde e gestão pública, entre outros, com apoio da tecnologia à serviço da população. Desta forma, abre-se um leque de oportunidades para que o ambiente de inovação possa ser favorável aqui no estado”, destaca a secretária.

Empreendedorismo, sustentabilidade e inovação

Os projetos inscritos atendem as chamadas do programa que visam apoiar ideias gerenciadas por mulheres para promover o empreendedorismo feminino; propor soluções tecnológicas aos problemas na cadeia de hortifruticultura estadual; criar iniciativas para apoio a laboratórios multiusuários para a universalização do acesso da comunidade acadêmica e empresarial. Os proponentes submeteram também projetos de desenvolvimento tecnológico ou de inovação.

Outra oportunidade foi para iniciativas de impacto socioambiental dentro do Programa Territórios Pela Paz (TerPaz), desenvolvido pelo governo do estado, que institui políticas de inclusão social e redução da violência nos bairros Cabanagem, Bengui, Terra Firme, Guamá, Jurunas, em Belém; Icuí, em Ananindeua; e  Nova União/São Francisco, em Marituba.

Propostas que visam contribuir em setores com potencial para aceleração do desenvolvimento do estado também foram inscritas no Startup Pará. As iniciativas submetidas irão receber recursos de subvenção econômica para o desenvolvimento de produtos, processos e ou serviços inovadores em diversas áreas. A iniciativa tem ainda projetos inscritos para concessão de bônus tecnológico, que devem contribuir para o crescimento sustentável do estado e ampliar a conexão de parceiros do ecossistema paraense de inovação entre as micro, pequenas e médias empresas paraenses.

Os editais abertos contemplam propostas em áreas como educação, energia, mineração, saúde, govtech, agrotech, biotecnologia, tecnologia da informação e comunicação, inteligência artificial, logística, meio ambiente, economia criativa, segurança pública, bioindústria, tecnologia educacional, agroindústria alimentar, entre outras.

Participantes de Igarapé Açu, Marabá e Portel

A empreendedora de Igarapé-Açu Carolina Magalhães inscreveu no Startup Mulher um projeto de turismo de base comunitária para apoiar pequenos negócios localizados na zona rural do município. A iniciativa pretende atrair turistas para conhecer as belezas naturais e a gastronomia. “Essa gastronomia e esses espaços de turismo serão apresentados por quem vive nesses territórios. O turista não é só recebido para viver um turismo de experiência, mas é acolhido por essas comunidades tradicionais. Essa é a nossa ideia. É inovador porque não temos nenhuma ação nesse sentido aqui na região”, detalha.

Já o empresário do ramo de cosméticos em Marabá, Simão Sousa, submeteu para concessão de Bônus Tecnológico um projeto que propõe o aumento de renda por meio da venda online de produtos de perfumaria com a criação de um aplicativo. “É uma plataforma que agrega um aplicativo que pode ser baixado na Play Store. Depois já vai ter uma loja virtual cadastrada e um sistema em que a pessoa vai fazer o controle financeiro dela e vai poder vender produtos”, explica.

Já na chamada para parceiros municipais, a prefeitura de Portel, por intermédio da sua Secretaria de Cultura, Esporte, Lazer e Turismo, submeteu um projeto para melhorar o turismo do município, “Nossa cidade é repleta de praias, igarapés, rios, cachoeiras. Um cenário muito favorável para o desenvolvimento do turismo. Com isso nós vamos com certeza injetar esse recurso na nossa economia e fazer com que o município de Portel possa de fato desenvolver e entrar no rol dos municípios que trabalham com turismo”, reforça o secretário municipal, João Lima.

Texto: Ascom/Fundação Guamá

Categorias: Notícias

PSS Sectet-Seduc: 1ª CONVOCAÇÃO

Sectet - sex, 17/06/2022 - 09:52
17/06/2022

Os candidatos convocados devem enviar documentação por e-mail de 17 a 19 de junho para pré-análise e habilitação ao contrato. Leia atentamente o edital de convocação disponível na seção "Editais" nesta página ou acesse diretamente AQUI.

Categorias: Notícias

Sectet abre credenciamento de profissionais para as Eetepas e as Usinas da Paz

Sectet - qui, 16/06/2022 - 07:04
16/06/2022

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet), publicou nesta quarta-feira (15) edital de chamamento público para credenciamento de profissionais para atuarem como bolsistas que atenderão a demanda do Programa Estadual de Educação Profissional e do Programa Territórios Pela Paz (TerPaz). As inscrições devem ser feitas nestas quinta e sexta (16 e 17) por meio do site da Sectet.

Os profissionais credenciados irão atuar nas funções de apoio administrativo, instrutoria e coordenadoria em projetos e cursos ofertados nas Escolas de Ensino Técnico do Estado do Pará (Eetepas) e nas Usinas da Paz, que compõem o programa TerPaz.

A vigência do credenciamento será de 12 meses podendo ser prorrogada por igual período, uma única vez. O credenciamento não gera aos cadastrados qualquer direito de contratação, tendo como objetivo a construção de um banco de credenciados que poderão ser chamados a prestar serviços de acordo com a demanda da secretaria.

Os interessados devem ler atentamente o edital para ter conhecimento sobre os pré-requisitos de cada função, fases de seleção e atribuições dos cargos, além do cronograma de divulgação de resultados.

Serviço
Confira AQUI o edital
Inscrição – acesse o formulário de inscrição por meio do banner “Edital de Credenciamento”, publicado na parte superior direita site da Sectet.

Categorias: Notícias

Forma Pará realiza aula inaugural de engenharia de produção no Acará

Sectet - ter, 14/06/2022 - 10:39
14/06/2022

"Sou daqui mas fui pra Belém trilhar este caminho. A experiência de ver como a educação é capaz de mudar a vida de cada um e abrir oportunidades é o que nos incentiva a estar aqui hoje". A afirmação foi do coordenador de engenharia de produção da Universidade do Estado do Pará (Uepa ) no Acará, Manoel Maximiliano Júnior, durante a aula inaugural do curso, que ocorreu na tarde desta segunda-feira (13). O curso é ofertado no município por meio do Forma Pará, programa do governo estadual coordenado pela Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet). 

Na oportunidade, a titular do órgão, Edilza Fontes, explicou que o Forma Pará é um programa grandioso que leva ensino superior a todos municípios paraenses com a parceria das Instituições de Ensino Superior (IES) e das prefeituras municipais. "Na medida do possível, colocamos o curso que a prefeitura solicita, que dialoga com os arranjos produtivos locais e que gere empregabilidade no município para que os alunos não tenham que sair de casa após formados. O programa cresceu bastante. Vai oferecer bolsa de pesquisa e especializações, por exemplo", explicou a Secretária. 

Já a Secretária de Educação do Acará, Carla Luciana Portal, relembrou a luta antiga pela chegada de novos cursos ao município. "Este já era um sonho antigo para o município de Acará. Isso era quase impossível de pensar. Só pela educação podemos transformar as nossas vidas. Dificuldades teremos mas isso faz amadurecer", ressaltou ela durante o evento. 

Quem também falou sobre a superação das dificuldades ao longo da jornada foi a vice-reitora da Uepa, Ilma Pastana. Ela enfatizou que a união da turma será fundamental para que todos cheguem ao fim do curso. "Nós temos uma turma de 48 estudantes e ficarei muito feliz em saber que daqui a cinco anos são os mesmos 48 se formando. Todos juntos precisam cuidar um do outro para que juntos finalizem este sonho", aconselhou. 

Vida nova 
E quem está vivendo um sonho é o pedagogo Edivanei Carneiro, de 36 anos, um dos alunos da turma de futuros engenheiros de produção. Ele conta que a falta de oportunidades anteriores não lhe permitiam realizar o desejo de menino de ser engenheiro. "Nosso município tem muita precarização com relação a estudo e sair do Acará para fazer o curso superior fora pede uma logística grande, cursar  pedagogia foi única opção que tive. A engenharia sempre foi meu sonho. Agora minha vida vai mudar financeiramente e no conhecimento que irei adquirir", comemora. 

Quem também terá uma nova vida é a jovem Ediane, de 26 anos, mãe do Milton de apenas dois anos. Com o filho no colo, ela afirma que o curso de engenharia de produção gera um leque de oportunidades. "Como eu não tenho um emprego estável,  agora este curso vai gerar, mais adiante, uma estabilidade financeira tanto para mim quanto para o meu filho", prevê. 

Durante a aula inaugural, ainda ocorreu o juramento dos profissionais e a "cerimônia do capacete", momento em que os futuros engenheiros receberam de seus paraninfos o equipamento de proteção que lhes acompanhará na vida profissional. 

Ainda nesta terça-feira (14), ocorre a aula inaugural do curso de engenharia de alimentos em Santa Maria do Pará. Já na quarta-feira (15), a aula será de engenharia de pesca em Bonito. Nos dois municípios os cursos serão executados, por meio do Forma Pará, pelo Instituto Federal do Pará (IFPA).

Textro e fotos: Fernanda Graim (Ascom/Sectet)

Categorias: Notícias

Sectet realiza PSS para a contratação imediata de professores

Sectet - dom, 12/06/2022 - 18:55
12/06/2022

A Secretaria de Ciência, Tecnologia e Educação Superior, Profissional e Tecnológica (Sectet) e a Secretaria de Educação (Seduc) publicaram nesta sexta-feira o edital de realização de Processo Seletivo Simplificado (PSS) para a contratação, por tempo determinado, de profissionais que irão atuar nas unidades escolares sob a gestão da Sectet, atendendo a demanda do ensino profissional e tecnológico. As inscrições podem ser feitas até às 23h59m desta segunda-feira (13) por meio dos sites das secretarias.

A titular da Sectet, Edilza Fontes, esclarece que serão contratados de imediato cerca de 140 professores de disciplinas tecnológicas e 60 da base comum de um PSS vigente na Seduc. A secretária acrescenta que novas contratações estão previstas para serem realizadas a partir de janeiro de 2023 por meio do cadastro de reserva gerado nesta seleção e/ou na realização de um novo PSS.

Edilza Fontes destaca ainda o esforço do governo do estado em ampliar e fortalecer o ensino técnico e profissionalizante. “O olhar diferenciado sobre essa modalidade de ensino se evidencia no fato de que hoje são duas secretarias de educação, a Seduc e a Sectet, trabalhando para a ampliação da rede. Estamos fazendo reformas nas escolas e ampliamos de 5 mil para 12 mil o número de vagas. É uma mudança que se iniciou e não irá mais parar”, enfatiza a secretária.

“Esse PSS vem solucionar um problema de anos das escolas técnicas que é a falta de professores. A contratação de mais profissionais reforça o compromisso do governo com o crescimento e fortalecimento da educação profissional e tecnológica do estado”, ressalta o coordenador de ensino técnico e tecnológico da Sectet, José Neto.

Fases da seleção
Os candidatos passarão por três fases de seleção. A primeira é a inscrição pela internet com o preenchimento de formulário e anexação da documentação exigida no edital. A segunda é a análise curricular, processada automaticamente a partir do banco de dados gerado com as informações prestadas pelo candidato no ato da inscrição online. Na terceira fase, os candidatos serão convocados, por ordem de classificação, para a assinatura do contrato administrativo, que terá a duração até dezembro de 2022.

No momento da assinatura do contrato, os candidatos devem portar os originais dos documentos exigidos no edital para que a Comissão do Processo Seletivo confirme a veracidade das informações prestadas na inscrição. 

Os documentos são: CPF; carteira de identidade;  certidão de nascimento, casamento ou de união estável;  certidão de quitação eleitoral; carteira de reservista ou comprovante de dispensa para candidatos do sexo masculino; comprovante de residência atualizado, expedido nos últimos 60 dias;  certificado de conclusão do ensino médio; diploma de ensino superior ou certidão de colação de grau; histórico escolar da graduação; certificado, diploma ou documento equivalente referente à conclusão da pós-graduação informada; histórico escolar da pós-graduação; certificados dos cursos de capacitação realizados.

Além da documentação, no ato da celebração do contrato, deve ser apresentado pelo candidato o atestado de sanidade física e mental e, quando for o caso de professores bacharéis ou tecnólogos, certificado de reconhecimento de notório saber ou certificação de competências docentes.

Serviço
Inscrições: das 12h de 10 de junho às 23h59m de 13 de junho de 2022
Local: exclusivamente pelos sites: www.sectet.pa.gov.br e www.seduc.pa.gov.br
Edital disponível AQUI

Texto: Jeniffer Galvão (Ascom/Sectet)

Categorias: Notícias

Nota

Sectet - dom, 12/06/2022 - 11:13
12/06/2022

Nota sobre a anexação dos documentos do edital do PSS-Sectet/Seduc

Informamos que, devido às dificuldades ao anexar os documentos solicitados na plataforma de inscrição, os documentos serão solicitados na oportunidade da contratação.

 

Categorias: Notícias

Visita

Sectet - sex, 10/06/2022 - 16:02
10/06/2022

Alunos de Turismo do Vilhena Alves visitam o complexo arquitetônico da Basílica de Nazaré

Como parte das atividades práticas do curso técnico Guia de Turismo, da Escola de Ensino Técnico do Estado do Pará (Eetepa) Vilhena Alves, alunos das turmas 2022 (tarde e noite) fizeram visitas técnicas ao complexo arquitetônico da Basílica Santuário de Nazaré.

No período de 01 a 08 de junho, os estudantes realizaram o roteiro Passos da Fé, em que foram visitadas a Basílica Santuário, a Casa de Plácido, a capela Bom Pastor e o espaço Memórias de Nazaré.

     

Categorias: Notícias

Páginas